Os 5 melhores hotéis boutique em Roma

leons place rome

O setor da hospitalidade hoje está, sem dúvida, mudando de direção. Dos grandes, as vezes enormes, hotéis de luxo, se tende a preferir situações mais íntimas e familiares, sem no entanto renunciar a elegância, mas dando mais valor à atenção para os detalhes e singularidade do ambiente. Por isso, que cada vez mais, a escolha se orienta para os hotéis boutique, estruturas pequenas, com um ambiente íntimo e acolhedor, talvez familiar.

O que mais distingue um hotel boutique é o serviçoo totalmente personalizado em relação a cada cliente, que encontra aqui satisfeitas todas as suas exigências. O hotel boutique se diferencia também na atenção aos detalhes e originalidade. Se pode encontrar no interior de um prédio secular ou em uma propriedade rural, em um castelo ou em um edifício modernoi.

Em Roma hotéis boutique que são realmente originais e únicos. Vejamos, então, 5 entre os melhores, cada um com suas próprias peculiaridades e um charme especial que o distingue.

  • Poucos hotéis boutique exalam exclusividade como Villa Laetitia. Estamos no Lungotevere, onde o rio banha o bairro Della Vittoria, justo em frente a Villa Borghese. Aqui há toda uma série de vilas cuja arquitetura é un misto de elementos renascentistas e barrocos. Entre estes Villa Laetizia se destaca pela sua sobria eleganza. Projetada em 1911 pelo arquiteto romano Armando Brasini, foi depois transformada em 2006 pela estilista Anna Fendi Venturini. O hotel se tornou hoje ponto de encontro de artistas, designer e colecionadores de todo o mundo.
  • Num prédio do século XIX, com um passado de discoteca nas costas, se encontra hoje o Leon’s Place, um esplêndido hotel boutique de design situado no centro de Roma. A decoração segue todo um único tema monocromático que combina branco e preto e qu se atenua gradativamente ao cinza nos quartos. Um indiscutível modelo de planejamento do hotel mais contemporâneo de design refinado e envolvente e ao mesmo tempo inovador.
  • Via Margutta é uma rua um pouco boêmio e justamente aqui se encontra Margutta 54. A sua história remonta a 1850 quando o tataravô do proprietário atual abriu uma colônia para artistas. Daquele momento em diante nestes quartos viveram artistas cada vez mais importantes como Picasso, Stravinsky e Fellini. O bairro em que se encontra é ainda hoje rico de galerias de arte.
  • Outra joia da capital é o Lord Byron, situado numa posição privilegiada, nas proximidades dos Jardins da Villa Borghese, no luxuoso bairro Parioli. Diz-se que o Hotel Lord Byron não sé apenas umlugar para ficar, mas uma verdadeira experiência inesquecível. Decorado com um estilo Art Déco, intrigante e sonhador que reflete os esplendores dos anos 30, o hotel reuni serviços de excelente qualidade, alta gastronomia e panoramas de tirar o fôlego sobre Roma. Esta villa aristocrática evoca antigo coração da cidade fornecendo ao mesmo tempo todas as comodidades mais modernas.
  • No coração do centro histórico de Roma, próximo da piazza Navona, finalmente encontramos Gigli D’Oro Suite, um hotel boutique no interior de um característico prédio medieval de 1400, que ainda emana o sabor de uma antiga residência romana. Todo o edifício é inteiramente dedicado só a 6 suítes originais de extremo luxo, com atenção aos mínimos detalhes, que combinam esplêndidos móveis de design e elementos medievais cuidadosamente conservados, como vigas de madeira a vista, portais antigos, escadas e pisos da época.