A Capela de Maria Madalena no Museu do Bargello

cappella bargello

O que agora é o Museu do Bargello e contém estátuas de inestimável valor, no passado era a prisão da cidade de Florença. As salas em que hoje se pode admirar obras de Michelangelo e Donatello foram, na época, usadas como células. Daqui partiam também os detentos condenados à maior das penas, a pena capital. Entre as várias salas que compõem o museu há também uma capela, no primeiro andar, denominada Capela de Maria Madalena.

A Capela foi construída após 1280 e abrigava os condenados à morte em sua última noite em oração antes de serem levados para a forca. Daqui partiam pela manhã em seu caminho acompanhados pelos "Battuti de’ Neri" (chamados assim por causa do capuz que usavam na cabeça) que faziam parte da Companhia de Santa Maria da Cruz do Templo.

Compre Bilhetes online

Os afrescos que decoram a capela, que data de 1340 são atribuídos à oficina de Giotto, bem refletem a sua função. Estes são, de fato, em sua maioria histórias de penitentes e pecadores redimidos. Como as histórias de Santa Maria do Egito, Santa Maria Madalena e São João Batista pintados sobre as paredes laterais. Na parede da entrada está representado o Inferno, enquanto que  na parede do fundo encontramos o Paradiso, que conta entre os seus eleitos também o grande poeta florentino, Dante Alighieri, representado com a sua Comédia na mão.

Por último, na parede do fundo estão dois afrescos do século XV que representam a Virgem com o Menino de Sebastiano Mainardi e São Jerônimo penitente de Bartolomeo di Giovanni. O ambiente foi posteriormente dividido em dois níveis, um destinado a acolher os condenados à morte e o outro usado como uma despensa. Só na metade do século XIX a capela foi restaurada e foram colocados o coro e o púlpito de Bernardino della Cecca procedentes de San Miniato a Monte. No altar foi colocado o  tríptico de Giovanni di Francesco e nas vitrines expostos exemplares de ourivesaria sacra. Todos admiráveis ainda hoje.

Compre Bilhetes online